Buscar

Redes Elétricas Inteligentes

O padrão atual de utilização e geração de eletricidade tem se modernizado cada vez mais com o tempo, seja com equipamentos de tecnologia mais avançada, seja no aumento de fontes de energia renováveis. Fato esse que exige o desenvolvimento de redes de distribuição também mais modernas e, portanto, complexas. Assim, bidirecionalidade, flexibilidade, digitalização e automatização são alguns dos resultados da implantação das redes elétricas inteligentes ou smart grids.




O que são?

As smart grids (Redes Inteligentes) são redes elétricas que podem integrar de forma inteligente e dinâmica as ações de todos os usuários conectados a elas, aqueles que geram energia, aqueles que a consomem ou aqueles que fazem ambas as coisas, a fim de fornecer eletricidade de forma eficiente, sustentável, econômica e segura. O diferencial das smart grids é incorporar a transformação digital para facilitar a bidirecionalidade de energia e de informações. Isso é feito graças a processos de automação que respondem a necessidades complexas e a potenciais incidentes em poucos segundos.


Como funciona?


As redes elétricas inteligentes são constituídas de automações que visam a fornecer segurança, comodidade e sustentabilidade na geração, transmissão e distribuição de energia. Algumas delas são:


  • Bidirecionalidade

A bidirecionalidade se caracteriza pela capacidade de processar a distribuição e a transmissão de energia no sentido do consumidor e no sentido da concessionária. Como exemplo, pode-se citar uma residência ou um prédio como consumidor, e no sentido da concessionária pode-se mencionar a mini e a microgeração, como sistemas fotovoltaicos on-grid em uma unidade consumidora.

Todo esse processamento é feito por um medidor inteligente, que tem grande papel dentro do assunto como um todo. Ele também pode ser chamado de smart meter.

  • Armazenamento

Historicamente, diz-se que os picos de energia acontecem a noite. Entretanto, os picos de geração da energia ocorrem no período diurno. Dessa forma, um grande diferencial das redes inteligentes é a capacidade de armazenamento em bancos de energia por algumas horas.

  • Self-Healing

O Self-Healing é um sistema de solução de falhas que podem ocorrer durante o fornecimento de energia. Em grande maioria, essas falhas ocorrem por intervenção da natureza: árvores, tempestades ou animais.

No instante da detecção da falha, medidas são tomadas para isolamento do trecho de linha e para seleção de alternativa que possibilite a realimentação do sistema.


Quais são as vantagens para os consumidores?



As smart grids permitem que os consumidores acompanhem seu consumo com maior precisão e controle, em tempo real. Além disso, com a bidirecionalidade, conforme citado anteriormente, essas redes facilitam a atuação como geradores, caso o consumidor tenha algum tipo de gerador.

Isso sem citar a comodidade e segurança fornecidas, proporcionadas pela diminuição de tempo de interrupções no fornecimento e de problemas na rede.






8 visualizações0 comentário